Fechar

www.vejaagorabrasil.org

Buscar

GERAL

Um verdadeiro milagre, criança abortada e enterrada viva por 24 horas sobreviveu.

JUNE Reportar Abuso
Um verdadeiro milagre, criança abortada e enterrada viva por 24 horas sobreviveu.

A matéria pode parecer sensacionalista, mas em tempos de violência e crimes no nosso país, histórias de superação parecem dar um fôlego a mais para nós. As fotos que compõem esse post podem chocar alguns, mas ilustram uma dessas histórias inexplicáveis, mas com um belo final feliz – fato cada vez mais raro nos dias atuais. Um recém-nascido foi parcialmente enterrado por cerca de 24 horas e, apesar do ambiente, acabou sobrevivendo. O fato ocorreu no Estado do Paraná foi noticiado no site Paraná Online.
Segundo relatos, Lucinda Ferreira Guimarães, 46 anos, saiu de casa por volta das 16:30 hrs e retornou perto das 18 hrs, com as roupas sujas de sangue e com a barriga bem menor. Como o fato pareceu estranho, os vizinhos resolveram fazer algumas buscas na região por conta própria e, após 24 horas, encontraram o bebê enterrado dentro de uma toca de tatu.
No início parecia que a criança já estava morta, mas após a chegada dos policiais, ele começou a chorar. Após ser levado para o hospital e receber os primeiros cuidados, um dos médico explicou a provável causa do milagre: a placenta. De acordo com o médico obstetra da Maternidade de Curitiba, a criança sobreviveu porque o cordão umbilical não tinha sido cortado, evitando que perdesse sangue. Além disso, ele não passou fome porque tinha armazenado nutrientes o suficiente que acabaram protegendo-o.
Lucinda cumpre hoje prisão em liberdade e está grávida novamente. Lucas, o garoto, vive com o pai e só viu a mãe apenas uma vez, no Fórum. Segundo a própria Lucinda, o pai do Lucas não permite nenhum tipo de contato entre os dois.