Fechar

www.vejaagorabrasil.org

Buscar

Torcida empurra, e Chapecoense tira o São Paulo da Copinha nos pênaltis
ESPORTE E JOGOS

Torcida empurra, e Chapecoense tira o São Paulo da Copinha nos pênaltis

JANUARY Reportar Abuso

A Chapecoense precisou dos pênaltis para eliminar o São Paulo, dono da melhor campanha da fase de grupos, e avançar para a terceira fase da Copinha. Com ampla torcida a seu favor na Arena Capivari, o time catarinense segurou a equipe paulista durante os 90 minutos e venceu nas cobranças de penalidades: 3 a 2.

O primeiro tempo foi de poucas chances claras, mas com o São Paulo com mais posse de bola e com mais ações ofensivas. Nas arquibancadas, o grito de "vamos, vamos, Chape" ecoava na Arena Capivari. No fim das contas, a etapa inicial ficou marcada apenas por um lance curioso: aos 21 minutos, Igor, da Chapecoense, desabou ao levar uma bolada no rosto, em cobrança de falta de Militão. "Faz parte do jogo", relevou o zagueiro, ao "Sportv", na saída para o intervalo.

A segunda etapa seguiu a mesma toada do primeiro: o São Paulo se mantinha na pressão e a Chapecoense brigava para manter o empate. A principal chance veio aos 19 minutos, quando Igor Neves fez boa jogada pela direita e soltou a bomba para a defesa do goleiro Tiepo.

O nervosismo com a dificuldade em conseguir o gol quase custou caro ao São Paulo. No final da segunda etapa, Rhainer, atacante da Chapecoense, cabeceou no travessão de Lucas Paes. Na sequência, o mesmo Rhainer tentou desarmar uma jogada do time paulista e acabou recebendo o segundo cartão amarelo. A inferioridade numérica, porém, não chegou a ser um problema e a partida foi para os pênaltis.

A cobrança de pênaltis começou mal para o São Paulo. Logo de cara, Militão chutou para a defesa de Tiepo. O goleiro da Chapecoense ainda defenderia o chute de Geovene, deixando o time catarinense em ótima situação. Nem mesmo a cobrança desperdiçada por Ronei – Lucas Paes defendeu – impediu a festa da Chape. Ned balançou as redes e definiu o marcador em 3 a 2.

"Esse é o fruto de um trabalho sério e competente, que pensa para frente. Temos quatro jogadores juvenis nesse plantel e passamos por um dos favoritos", comemorou Mano Dal Piva, diretor da base da Chapecoense.


Na próxima fase, a terceira, a Chapecoense enfrentará o Capivariano. A equipe do interior paulista se classificou após vencer o Nova Iguaçu-RJ por 3 a 2.

Publicidade

Veja Mais isso


Isso você não pode perder