Fechar

www.vejaagorabrasil.org

Buscar

POLÍTICA

Sem deputado estadual, Psol vai ao Bonfim pedir “Fora Nilo”

JANUARY Reportar Abuso
Sem deputado estadual, Psol vai ao Bonfim pedir “Fora Nilo”

A falta de um deputado estadual não acanhou o Psol em Salvador. Nesta quinta-feira (11), o partido vai ao cortejo da Lavagem do Bonfim pedir que o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Marcelo Nilo (PSL), deixe a cadeira que ocupa na Mesa Diretora.

Lideranças, militantes e figuras públicas do Psol vão desfilar durante o cortejo do Bonfim com camisas " Fora Nilo" ao ritmo de uma banda de percussão. A concentração será às 7hs, em frente à igreja da Nossa Senhora da Conceição da Praia. O presidente estadual do Psol na Bahia, Ronaldo Santos, destaca que o partido vai encabeçar uma campanha no estado do "Fora Nilo" e o protesto dos psolistas não vai se limitar a lavagem do Senhor do Bonfim. Como uma das ferramentas de mobilização, o partido irá lançar, nesta quinta-feira(12), um site do onde será disponibilizado uma petição pública para recolher as assinaturas dos cidadãos que estão indignados com o poder perpétuo de Marcelo Nilo.

"Vamos defender a bandeira do Fora Nilo no cotidiano e nas redes sociais para divulgarmos as negociatas, as trocas de favor e a prostituição pública que ocorre na Assembleia. De 5 mil funcionários apenas 352 são concursados. Um absurdo! Nilo é um coronelista autoritário!", salienta Santos.

O Presidente do diretório de Salvador do Psol, Fábio Nogueira, ressalta que Marcelo Nilo já construiu um "império" devido às sucessivas reeleições à frente da ALBA, fato que já lhe rendeu o apelido de "Ramsés VI". Nogueira frisa que o Psol acredita na "alternância do poder" como um princípio básico da democracia. "Estamos nesta luta! Esperamos que Nilo, enquanto homem público, obedeça a vontade da Justiça e respeite os valores democráticos do Estado brasileiro!", reivindicou.