Fechar

www.vejaagorabrasil.org

Buscar

LEI E ORDEM

De olho na Copa, Rússia aumentará punições a torcedores violentos

JANUARY Reportar Abuso
De olho na Copa, Rússia aumentará punições a torcedores violentos

Moscou, 10 jan (EFE).- A Rússia endurecerá as punições a torcedores violentos, pensando na Copa do Mundo de 2018, após o comportamento considerado vergonhoso dos chamados ultras do país durante a Eurocopa, na França, onde inclusive superaram em selvageria os hooligans ingleses.

O projeto de lei remitido hoje à Câmara dos Deputados (Duma) propõe a introdução no código penal de detenções administrativas de até dez dias caso os torcedores alterem a ordem pública durante competições esportivas.

Também receberão multas de até 20 mil rublos (R$ 1,06 mil) e ainda serão proibidos de entrar em um estádio por de um a sete anos. Caso se trate de um estrangeiro, o infrator pode ser deportado, como aconteceu em junho com os ultras russos na França.

De fato, a nota de esclarecimento sobre o projeto de lei vincula a iniciativa parlamentar com o Mundial, a Copa das Confederações deste ano e, segundo o texto, "à deportação em massa de torcedores russos".

Os incidentes violentos protagonizados pelos torcedores russos por pouco não causaram a expulsão da seleção do país na Euro do ano passado. A equipe acabou eliminada ainda na fase de grupos.

O presidente da Federação Russa de Futebol (RFS), Vitaly Mutko, se mostrou muito crítico com os torcedores e ordenou a dissolução de suas organizações. Inclusive, o líder da maior delas, Aleksandr Shpriguin, foi detido em setembro.

Shpriguien foi expulso pelas autoridades francesas durante a Euro como um dos responsáveis pelas ações violentas protagonizadas pelos russos.